Amor

Amores que machucam 

Vivia em um paraíso criado por mim
Até que um dia tudo teve fim

Por mim tudo bem
Eu entendia que terminou, porque eu era refém

Refém desse mundo criado que eu quis participar
Refém do seu amor, que eu insistia em tentar cultivar

Então tudo se fundiu e decaiu
Até um momento em que tivemos que escolher

Viver a vida toda em descontentamento
Ou terminar naquele momento

Vivi bem, em saber que até certo momento
Meu amor tinha pertencido a você

Mas depois desse momento
Acabou o respeito e a bondade

Você fazia coisas pra ferir minha liberdade
De ser feliz sem você ou viver sem me preocupar

Com o que você iria fazer para me afetar
E continuou fazendo até me cansar

Hoje, queria guardar no coração uma boa sensação
Mas por suas ações, deixo que o tempo leve

Para nunca mais ter que sentir
O que eu senti quando vi você fingir

Que não me conhecia mais
E não se importava jamais com o que suas ações causariam

Existem amores que machucam
Desculpe meu bem

Não posso mais guardar você
Que gosta de me fazer

Sofrer.

Ariane Moura 

2 comentários em “Amores que machucam 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s