Amor

Love Will Tear Us Apart

Trilha Sonora: Joy Division – Love Will Tear Us Apart

Parei de escrever na segunda ou terceira pessoa, fingindo que esses sentimentos não me pertenciam, fingindo que essa história não é a minha.
Porque essa história, mesmo depois de ter chegado ao fim, continua sendo minha. E esses sentimentos, mesmo estilhaçados, continuam vivendo em mim.

Eu nos vejo em todos os casais que passam por mim diariamente, assim como te vejo em todos os homens com qualquer pequena semelhança com você.
Te vejo da minha janela, parado fora do meu prédio pensando se entra pela portaria ou se pega o carro e vai embora, quando na verdade você não está lá.

Me vejo, desejando todos os dias, que eu sofra algum acidente que me faça perder a memória e esquecer que um dia você pertenceu a mim.
Me vejo, chorando ao ir dormir e acordando sem coragem de levantar, porque eu não sei viver nesse mundo que não tem mais você.

Eu me vejo, desejando todo santo dia, que eu esteja vivendo num sonho, e quando eu acordar, você jamais terá existido e esse sofrimento acabará.
Espero que até o final desse texto, eu acorde e perceba que nem ele chegou a existir.

Mas caso eu o finalize e perceba ao final que tudo isso faz parte da realidade….
Caso você exista, essa dor exista, essa vontade de não existir mais exista..
Eu escrevo esse texto, com o intuito de ele ser lido por mim daqui alguns meses ou anos, e perceber que ao lê-lo, eu esqueci pra quem ele foi escrito ou até lembre, mas tenha enfim superado, toda essa dor que sua falta me causa.

Ariane Moura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s