Amor · Vida

Natal e suas recordações

img_0336

Trilha Sonora: Gustavo Mioto – Impressionando os Anjos

Esse ano completa 17 anos desde a sua partida. Quase todos os anos eu escrevo algo pra ti, na verdade, acho que eu escrevo mais pra mim do que pra ti.

Escrevo pra tentar transformar em palavras o amontoado de sentimentos que tua falta me causa. Aquela falta que sufoca a alma, me tira o ar e muitas vezes o sono, durante a noite.

Essa noite em especial, sonhei com você. Sonhei que todos os lugares que eu andava, via você de longe, me acompanhando e me olhando.

Foi o sonho mais real que eu já tive, e também o sonho mais difícil de acordar. É difícil voltar pra realidade do meu quarto, da minha casa, sabendo que você (fisicamente) não está aqui.

Mas esse sonho deixou claro o que eu já sabia, que você está comigo a todo o momento, todos os dias.. eu só não consigo vê-lo, porém o sinto.

O natal chegando me faz recordar memorias que a muito tempo achei que tinha esquecido. Histórias que me foram contadas diversas e diversas vezes, mas que fugiram por meu inconsciente por algum motivo.

Uma dessas histórias é que em todo natal, você colocava pisca-piscas em volta do meu berço, porque eu amava olhar as luzes a noite.

Esse ano, apesar de ser o mais difícil, foi o que eu mais senti você perto de mim. Eu podia sentir teus olhos repousando sobre mim enquanto eu dirigia, lia ou quase pegava no sono a noite.

Eu pude ver você nos olhos da minha mãe, quando ela me contava historias sobre você ou quando ela dizia sentir tua falta.  Eu pude sentir você me guiando em momentos que eu achei estar perdida, e quando a depressão bateu em mim, eu só conseguia pensar que eu tinha que ser forte, porque eu sou sua filha.

Você e minha mãe, foram e são, as pessoas mais fortes desse mundo. E eu, sou a pessoa mais feliz, por ser filha de vocês.

Durante todo esse ano, fui vendo você com outros olhos e hoje, te vejo como um homem forte, que viveu tudo o que queria viver.. que teve duas filhas, uma esposa dedicada, uma boa família e que ao morrer, continuou existindo dentro do coração de todos.

Agradeço por ter sido e continuar sendo, meu tudo. Finalizo esse pequeno texto, com a frase que tatuei, pra te deixar marcado na minha pele: “O homem mais bonito da terra, hoje é a estrela mais linda do céu”.

P.S: Minha mãe me mostrou essa musica (que está como trilha sonora), durante nossa ultima viagem juntas e disse que lembrava de você com ela. 

Com todo amor que existe no meu peito, Ariane Moura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s