Vida

O tempo não importa, quando fazemos o que amamos

As pessoas costumam dizer que nos momentos mais triste, acabamos recordando mais o passado e o engrandecendo e eu, infelizmente, não posso discordar disso.

Mesmo nesse mar de calmaria e felicidade que venho sentindo, as vezes o dia acorda mais pesado, o ar chega a ser difícil de respirar e a cama parece ao mesmo tempo tão aconchegante e tão desconfortável – é uma luta entre levantar ou continuar inerte – que chega a ser difícil distinguir.

Há um ano eu fui diagnosticada com depressão. Seis meses após o diagnostico, tranquei a faculdade e sai do trabalho.

Em apenas seis meses, eu parei de fazer tudo o que amava ou achava que amava, pra entrar num processo de cura pessoal para entender o motivo que me fez chegar até ali e o motivo que iria me tirar dali.

Há um ano eu venho melhorando, cada dia mais, com muita ajuda de pessoas próximas que me amam e me dão todo apoio do mundo. Venho melhorando cada dia mais, com a grande fé que deposito em mim e nas coisas que eu ainda vou fazer.

Hoje foi um daqueles dias pesados.

Cheguei a relembrar tudo o que eu tinha antes, tudo o que eu deixei para trás e senti saudade. Me senti inferior as outras pessoas, que hoje são mais evoluídas – academicamente e profissionalmente falando – do que eu.

Mas então, nesse momento de desespero, ouvi a frase: “O tempo não importa, quando fazemos o que amamos”.

Então eu entendi – mesmo que pouco – que eu só estou prologando meu sucesso na área que amo, pra me cuidar um pouco mais. Pra me entender um pouco mais.

E tudo bem se eu não me formar “nova” ou seguir o Script que criaram pra mim. Porque eu faço meu próprio tempo, eu traço meus próprios planos, me baseando no que eu amo.

E hoje, o que eu mais amo não é me formar logo, arrumar um emprego qualquer – que me cause mais infelicidade do que felicidade – porque a sociedade me obriga a isso ou então correr contra o tempo pra tentar ser alguém.

Hoje, o que eu mais amo é viver com calma, viver saudável e saber o momento de esperar, me acalmar e relaxar.

Ariane Moura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s